Escolha uma Página

Um dos desafios em nosso cotidiano é lidar com a nossa comum postura lógica racional que continuamente busca dividir, analisar e compreender o mundo e as pessoas que nos cercam. Esta característica que tanto contribuiu para o desenvolvimento de nossa ciência e tantas de nossas atuais conquistas também trouxe em seu bojo, um hábito pouco saudável de criticar e julgar tudo e todos ao nosso redor.

Este hábito é um dos grandes obstáculos para que possamos reconhecer um trabalho bem feito, um esforço sincero empreendido, o empenho em vencer um arraigado padrão comportamental. Mas é justamente quando evidenciamos nosso apreço por estes esforços que conseguimos de forma deliberada estimular a busca pela excelência, a postura de assumir riscos na tentativa de inovar e por fim, um ambiente de trabalho sinérgico e positivo.

Muitas são as desculpas que utilizamos para postergar um reconhecimento do esforço na direção positiva, ou seja, um feedback positivo sobre um empenho realizado. As desculpas mais comuns vão desde a falta de tempo, receio de inflar o ego do ouvinte até o sincero reconhecimento de uma postura pessoal de desconforto ao “elogiar” o outro – em suma, uma falta de hábito.

A despeito de todas as dificuldades – reais e imaginárias, vale o investimento nesta importante ferramenta de gestão das relações humanas. Cabe lembrar que nos relacionar com o outro é como abrir junto com esta pessoa, uma conta conjunta no “banco relacionamentos”. Toda vez que damos ao outro um feedback positivo, fazemos um “depósito” nesta conta conjunta. Ao tratarmos de temas difíceis – como alcance de metas e resultados ou ainda comportamentos pessoais que impactam negativamente os demais membros da equipe ou da própria organização, o risco é alto. É alta a probabilidade de fazer algum tipo de “saque” na tal conta conjunta – um tom de voz mal empregado, uma palavra não tão bem escolhida e “ficamos a descoberto”. É neste momento que ter um saldo extra faz toda a diferença.

Então fica a dica, estabeleça como meta fornecer feedback positivo para os membros da sua equipe, ou mesmo para seus pares – colegas de trabalho e é claro, mesmo para os membros de sua família. Cabe ressaltar que encontrar fatos positivos no comportamento destas pessoas é parte do seu desafio. Vale ainda lembrar:

  • Seja específico sobre o comportamento praticado pelo outro que você considerou positivo;
  • Evidencie os resultados e impactos que derivam deste comportamento observado;
  • Mostre como você se sente com relação ao relatado, como o que foi realizado pelo outro contribui para sua satisfação.

Com o tempo irá observar como este novo hábito contribui para que seu dia e sua vida tenha mais energia!