Metodologia


Ciclo Vivencial de Aprendizagem

Vivência

Uso de  atividades presenciais desenvolvidas individualmente ou em grupos que envolvem técnicas como jogos, dramatização, visualização, leitura clássica e outros. Busca da conexão emocional do participante e a exposição crenças e comportamentos habituais.

Compreensão

É a exposição dos conceitos envolvidos na técnica, objetivos e entendimentos dos resultados. Conexão racional, para que cada participante possa ter condições de avaliar o próprio comportamento observado.

Processamento

Espaço para exposição das experiências individuais, insights e dúvidas. Trocas significativas, com base na experimentação, na associação com a exposição dos demais participantes, frente aos objetivos estabelecidos e os resultados alcançados.

Generalização

É o momento que os participantes buscam identificar um padrão comportamental, relacionando a vivência com atividades e resultados do dia-a-dia. Análise dos hábitos e crenças evidenciados no momento anterior, compreensão mais profunda dos impactos destes comportamentos.

Aplicação

Neste etapa os participantes são convidados a planejarem ações deliberadas para promover mudanças. Com uso de diferentes ferramentas de planejamento, o participante é estimulado à prática de novos comportamentos.

Responsabilização Pessoal

A cada conversa, oficina ou espaço de aprendizagem, há o compromisso em apoiar o participante a assumir o controle sobre suas escolhas, e de forma consciente, mudar comportamentos e crenças, potencializando uma superação pessoal por meio da prática de novos comportamentos. Esta é uma crença profunda da Passus, somos o que fazemos, as escolhas tomadas são a semente do futuro. A realidade externa é um reflexo de nossa realidade interna.

Atuação Sistêmica

Atuação sistêmica é um outro pilar da Passus, na elaboração de seus treinamentos e oficinas, para tanto utiliza técnicas e conceitos que garantam o equilíbrio e fortalecimento das diferentes formas que temos de captar e dar significado à realidade que nos cerca. Estimulando a ação (busca por resultados, promoção de mudanças), a interação (contato com os demais, uso da inteligência emocional), a reflexão (introspecção, elaboração de correlações mais amplas) e cognição (construções racionais e lógicas, na descrição da realidade).